Buscar
  • focusdm

Em Manaus, exposição “Caruanas” traz estórias do imaginário caboclo



A exposição tem o nome de origem indígena, que quer dizer 'Encantado: a energia vivente nas águas'

As obras estão em cartaz no Centro Cultural Palácio da Justiça, no Centro de Manaus


Manaus - O misticismo do lendário amazônico e estórias ribeirinhas mexem com o imaginário de todos. A arte, por sua vez, também mexe com os sentidos das pessoas e levam a reflexão de diversos temas.


"Caruanas" significa encantado, a energia vivente nas águas. O designer e fotógrafo Sérgio Matos e a Associação Amazon Zagaia produziram a exposição fotográfica que meche com estórias do imaginário caboclo. Lendas como da cobra grande, entre outras entidades protetoras dos rios e das matas fazem parte da exposição.


As obras estão em cartaz no Centro Cultural Palácio da Justiça, localizado na avenida Eduardo Ribeiro, n° 901, Centro, de terça a sábado, de 9h30 às 17h, com entrada gratuita. O projeto foi desenvolvido na Comunidade Tumbira, localizada a 64km de Manaus, situada na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Negro.


A exposição traduz a mística do lendário amazônico, encontrada em comunidades do interior do Estado, que é passada de geração para geração.


Matos, que é natural do Estado do Mato Grosso e tem seu trabalho divulgado a nível internacional, visitou a exposição e contou como foi ver suas fotos expostas em uma mostra de arte em Manaus. O fotógrafo diz ser um privilégio ter acesso a essas histórias, pois o receio em expor aquilo em que acreditam existe, pois temem o julgamento de quem não crê que suas histórias podem ser verdade.

"Eu trabalho no Amazonas desde 2014, com comunidades ribeirinhas e indígenas e em cada lugar que eu vou, escuto novas histórias [do lendário amazônico]. E conseguir ter acesso a isso é um privilégio, não é para todo mundo que eles [os ribeirinhos] contam suas crenças. Existe um receio em expor sua realidade e serem desacreditados. É uma honra ter minhas fotos em um espaço como este, no Palácio [da Justiça] que é um lugar bem importante para o amazonense e representar de forma visual essas lendas do povo amazonense é bem gratificante" Sérgio Matos, fotógrafo

Rozana Trilha, presidente da Zagaia, explicou o significado da exposição, que tem o nome de origem indígena e quer dizer encantado, a energia vivente nas águas. A Associação Zagaia Amazônia é uma entidade sem fins lucrativos que atua no desenvolvimento de projetos na área de Economia Criativa na Floresta há mais de 10 anos.


“Com a Caruanas estamos tentando dar visibilidade para o invisível. É a força do invisível. Tem sonhos dentro da floresta que tornam o invisível visível. É o Sagrado, quando se entra na floresta ou quando se entra no rio, é a força da natureza que está ali. É o respeito ao invisível que está agindo em cada situação”, completou.


A exposição


Caruanas acontece em paralelo com a exposição fotográfica “Olhares Tumbira” e para visitar é necessário realizar o agendamento pelo Portal da Cultura, através do link. Acesse aqui , ou por meio de contato pelo e-mail: adm.ccpj@cultura.am.gov.br e telefone: (92) 3248-1844. O local possui acessibilidade para deficiente físico e segue todos os protocolos de segurança em prevenção à Covid-19.


FONTE: https://d.emtempo.com.br/cultura/314042/em-manaus-exposicao-caruanas-traz-estorias-do-imaginario-caboclo


2 visualizações0 comentário